Herpes

Herpes genital é uma doença altamente contagiosa causada principalmente pelo simplex vírus tipo 2 (HSV-2). Após a infecção, o vírus permanece no corpo do hospedeiro para o resto da vida. É a doença sexualmente transmissível mais comum, afetando cerca de 1/4 da população. Muitas dessas pessoas não ficam sabendo que são portadoras da doença, pois não apresentam sintomas.

A primeira manifestação da doença é chamada de primeira erupção, as seguintes são chamadas de reativações. Nas mulheres, o herpes genital acomete principalmente a entrada da vagina e a vulva. Nos homens, ela ataca o pênis incluindo a glande (cabeça do pênis), o corpo do pênis e o prepúcio ( pele que recobre a glande ).

Herpes Causas

O herpes genital é causada pelo herpes simplex vírus (HSV). Existem dois tipos: HSV-1 e HSV-2. A maioria das infecções por herpes genital são causadas pelo HSV-2. O vírus HSV-1 é a causa usual do herpes labial ver fotoclique para ver foto que pode ser transmitido de pessoa para pessoa através do beijo. Menos freqüentemente, o HSV-1 pode causar infecções por herpes genital pelo contato sexual oral. As úlceras genitais causadas por ambos os vírus têm a mesma aparência. Relação sexual é o método mais comum de contágio, embora um simples contato com a pele seja capaz de contaminar.

Herpes Sintomas

O sintoma mais conhecido do herpes são as pequenas bolhas cheias de fluido que se rompem e formam feridas. Após a infecção, há um período assintomático que dura de 3 a 7 dias até a primeira lesão aparecer. Algumas pessoas costumam apresentar sintomas similares aos da gripe como: febre e mal-estar. Por ser uma doença recorrente, os sintomas podem reaparecer semanas ou meses depois, mas ,em geral, são menos severos do que a primeira vez. É importante destacar que alguns indivíduos transmitem o vírus, mas não apresentam sintomas.

Herpes Tratamento

Não há vacina nem cura para herpes, por isso o tratamento é focado em aliviar os sintomas. Drogas antivirais são usadas para reduzir a frequência e a duração das erupções, além do risco de transmissão. A doença pode se espalhar para outras partes do corpo, então não se deve tocar nas bolhas ou feridas e depois levar a mão aos olhos ou à boca. Médicos geralmente não recomendam a aplicação de pomada no local.

Referêcia médica
Bibliografia do artigo clique para ver foto
© 2009 MedSaude, todos os direitos reservados.

Medicina

ver todos

Beleza e Saúde

ver todos